Encontro

Setor agrícola da região recebe o secretário estadual em Pelotas

Na fala de abertura, Polo definiu o encontro como uma aproximação entre o Poder Público com o cidadão e o produtor rural

18 de Maio de 2017 - 20h14 0 comentário(s) Corrigir A + A -
Proposta é aproximar a secretaria das entidades, disse Polo (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Proposta é aproximar a secretaria das entidades, disse Polo (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Uma sala cheia de produtores rurais, líderes de entidades agrícolas, vereadores, secretários de agricultura e prefeitos da região. Assim estava o auditório da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Pelotas (Aeapel), na Associação Rural, nesta quinta-feira (18) para receber o secretário estadual Ernani Polo (PP), da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi). O evento foi organizado em conjunto com a Coordenadoria Regional da Seapi, representado pela coordenadora Gabriela Montanelli. Na fala de abertura, Polo definiu o encontro como uma aproximação entre o Poder Público com o cidadão e o produtor rural. Ao todo serão 19 encontros regionais em todo o Estado.

“A interiorização faz parte da política de aproximar com secretarias, entidades, secretário e gestores”, disse Polo. A ideia do evento foi também apresentar ações da secretaria e fazer um balanço destes dois anos à frente da pasta. A oportunidade, para Polo, também foi de ouvir demandas e problemas enfrentados por produtores da região. “É muito importante essa interação, essa troca de informações e sugestões para avançarmos juntos no desenvolvimento do setor primário”, reforçou.

O evento também ofertou palestras aos produtores. Entre os temas tratados, sanidade ambiental e animal, inspeção e fiscalização, programa de conservação do solo e água, projeto Agro + RS e outros projetos da secretaria. Para a secretaria, o principal desafio é produzir mais alimentos e fortalecer os produtores gaúchos. “Queremos mais simplicidade para produzir e mais competividade para vender”, manifestou-se a respeito das políticas planejadas para o primeiro setor no Estado.

Região
Sobre a região, o secretário ressaltou o setor agrícola, a pecuária e a olivicultura (o plantio de oliveiras - com destaque para Pinheiro Machado, Canguçu e Candiota). “Nosso Estado é, sobretudo, agrícola. Mas destaco também o cultivo de arroz, que é o carro-chefe desta região”, destacou Polo. O secretário ainda lamentou o momento vivido pelo setor orizícola, que teve produção expressiva na última colheita, mas enfrenta preços abaixo do que era projetado por produtores rurais.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados