Bancada gaúcha

Deputados são citados em delação de Joesley Batista

Ônix Lorenzoni, Alceu Moreira e Jerônimo Görgen confirmam recebimento de dinheiro da JBS

19 de Maio de 2017 - 20h30 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Os deputados Alceu Moreira (PMDB), Onyx Lorenzoni (DEM) e Jerônimo Goergen (PP) e o ex-deputado e ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, também foram citados por Joesley Batista e Ricardo Saud.

Os três primeiros teriam recebido o dinheiro do presidente da Associação Brasileira de Exportadores de Carne Bovina, Antônio Jorge Camardelli. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (19), em matéria publicada no site do jornal Zero Hora.

A JBS relatou um pagamento de R$ 200 mil em espécie a Moreira no dia 27 de agosto de 2014. O mesmo valor para Onyx em 12 de setembro de 2014. No mesmo dia, Goergen aparece como supostamente tendo recebido R$ 100 mil. Outros R$ 200 mil teriam sido destinados a Ferreira em 2 de outubro de 2014. Goergen é o único a ter declarado doações oficiais da JBS na eleição de 2014.

No total, ele informou à Justiça Eleitoral cinco repasses da JBS, via direção nacional do partido, no valor de R$ 850 mil. Nenhuma dessas doações, contudo, tem data de registro em setembro. Duas teriam sido feitas em julho e as outras três em outubro. Tanto Goergen quanto Lorenzoni confirmaram o recebimento. Goergen diz que a verba veio pelo diretório nacional do partido. Lorenzoni confirmou que o recurso foi repassado por meio de caixa 2. Já Moreira relatou ter convicção da licitude de suas condutas e que os valores recebidos foram de forma regular e declarados à Justiça Eleitoral.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados