Série B

Xavante volta a jogar mal e perde a 3ª em casa

Resultado negativo, 2 a 1 para o Figueirense, iguala em 14 rodadas o número de derrotas que sofreu no Bento Freitas na temporada passada pela competição nacional

14 de Julho de 2017 - 18h25 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Figueirense abre o placar na Baixada na noite desta sexta-feira na vitória por 2 a 1 sobre o Brasil pela 14ª rodada da Série B do Brasileiro (Foto: Paulo Rossi - DP)

Figueirense abre o placar na Baixada na noite desta sexta-feira na vitória por 2 a 1 sobre o Brasil pela 14ª rodada da Série B do Brasileiro (Foto: Paulo Rossi - DP)

Marcinho comemora gol marcado na noite desta sexta-feira no estádio Bento Freitas, na derrota por 2 a 1 para o Figueirense pela 14ª rodada da Série B do Brasileiro (Foto: Paulo Rossi - DP)

Marcinho comemora gol marcado na noite desta sexta-feira no estádio Bento Freitas, na derrota por 2 a 1 para o Figueirense pela 14ª rodada da Série B do Brasileiro (Foto: Paulo Rossi - DP)

Goleiro Saulo, do Figueirense, celebra a vitória por 2 a 1 conquistada na noite desta sexta-feira no estádio Bento Freitas  (Foto: Paulo Rossi - DP)

Goleiro Saulo, do Figueirense, celebra a vitória por 2 a 1 conquistada na noite desta sexta-feira no estádio Bento Freitas (Foto: Paulo Rossi - DP)

Atualizada às 23h26 - com resultados e classificação 

O Brasil voltou a jogar mal na Série B do Brasileiro e perdeu para o Figueirense na noite desta sexta-feira (14) no estádio Bento Freitas por 2 a 1. Foi a terceira derrota do rubro-negro pelotense em casa em 14 rodadas, igualando o número de insucessos dentro dos seus domínios em toda a competição no ano passado.

Com a derrota o Xavante permanece com 17 pontos e termina este início de rodada na 13ª colocação com 17 pontos, caindo duas posições. O próximo compromisso é fora de casa, terça-feira, contra o Paraná em Curitiba. Para este jogo novamente não poderá contar com o meia Wagner, que nesta noite tomou o 3º amarelo. É a segunda vez que o jogador desfalca a equipe por esse tipo de suspensão. 

Além da derrota para o Figueirense, a 14ª rodada da Série B teve nesta sexta Oeste 2x0 Paraná e Criciúma 1x0 Goiás. 

O jogo
Depois da boa vitória sobre o Oeste na terça-feira, a expectativa era de que o Brasil repetisse a atuação da rodada anterior. Não foi o que aconteceu.  

O primeiro lance de perigo mesmo foi dos visitantes. Aos 3 o zagueiro Leandro Almeida cabeceou fraco, na segunda trave, para boa defesa de Marcelo Pitol. O time catarinense continuou tendo posse de bola e mais presença no campo ofensivo, e não demorou a abrir o placar. Evaldo foi à frente, tentou encaixar uma tabela, mas errou o passe. No contra-ataque fulminante, Robinho, com liberdade, desceu pela esquerda, invadiu a área, cortou a zaga e fez 1 a 0. 

O Figueira seguiu controlando a partida e só sofreu o empate aos 28, no primeiro e único momento de lucidez do Brasil em toda partida. Wagner recebeu na esquerda, percebeu o avanço de Breno e tocou de calcanhar para o lateral alçar com perfeição na segunda trave. Rafinha escorou de cabeça, Lincom dividiu com a zaga e, na sobra, Marcinho emendou: 1 a 1.

O alívio, porém durou apenas dois minutos. Henan recebeu de lateral dentro da área, girou sobre Evaldo e, de canhota, colocou no ângulo direito de Marcelo Pitol: 2 a 1. Golaço.

Na segunda etapa, o Figueirense por pouco não fez o terceiro logo aos 4 minutos, em conclusão de Robinho dentro da grande área. A bola passou raspando a trave direita do goleiro rubro-negro. O Brasil respondeu aos 7, com Leandro Camilo, de cabeça, após levantamento de Itaqui. Aos 13, de novo o Figueira por pouco não aumentou a vantagem, com Henan, tocando perto da trave na saída de Pitol. 

O Brasil ficou com um jogador a mais a partir dos 17, com a expulsão do zagueiro Leandro Almeida após entrada dura em Lincom. A superioridade numérica, no entanto, não prevaleceu. Aos 32, Rafinha, em noite noite pouco inspirada, como todo o time, obrigou Saulo a espalmar para escanteio. O Xavante ainda teve duas oportunidades nos descontos. Aos 46 Evaldo, de cabeça, quase empatou. E aos 49, no último lance da partida, Marcinho ficou livre, avançou em direção à área e, diante de Saulo, concluiu por cima. Não era noite da torcida xavante voltar satisfeita pra casa. Após o apito final, mais uma vez, vaias ecoaram pelo Bento Freitas.

Ficha técnica

Brasil 1x2 Figueirense

Brasil - Marcelo Pitol; Ednei (William Ribeiro), Leandro Camilo, Evaldo e Breno; Itaqui, João Afonso, Wagner (Gustavo Papa), Rafinha e Marcinho; Lincom. Técnico: Rogério Zimmerman.

Figueirense - Saulo; Ferreira, Marquinhos e Leandro Almeida; Dudu Vieira, Patrick, Pereira e Iago (Julinho); Robinho, Henan (Bruno Santos) e Marcus Índio (Walterson). Técnico: Marcelo Cabo.

Gols - Robinho, aos 9, e Henan, aos 30 do 1º tempo, para o Figueirense; Marcinho, aos 28 do 1º, para o Brasil

Cartões amarelos - William Ribeiro, João Afonso, Wagner (3º) e Lincom (B); Ferreira, Leandro Almeida, Pereira e Walterson (F).

Cartão vermelho - Leandro Almeida (F).

Arbitragem - Leonardo Garcia de Cavaleiro, auxiliado por Wendel de Paiva Gouveia e Thiago Rosa de Oliveira (RJ).

Local - estádio Bento Freitas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados