Lucro

Porto de Rio Grande registra aumento de receita no primeiro semestre

Contrariando a crise econômica, autarquia observou nos sete primeiros meses do ano, um aumento de 15% em sua receita

03 de Agosto de 2017 - 23h31 Corrigir A + A -
O estudo, dividido em três áreas - Arrendamento/Aluguéis, Operacional e Diversos - registrou aumento em todos os itens

O estudo, dividido em três áreas - Arrendamento/Aluguéis, Operacional e Diversos - registrou aumento em todos os itens

Na análise e comparação desde o começo do ano, a Superintendência do Porto do Rio Grande registrou aumento econômico considerável em diferentes áreas de atuação. O número, que representa uma diferença positiva de 15,6% em relação ao mesmo período do ano passado, é uma prova de que a autarquia é peça fundamental para a economia do Rio Grande do Sul.

O estudo, dividido em três áreas - Arrendamento/Aluguéis, Operacional e Diversos - registrou aumento em todos os itens, incluindo diferenças que chegam perto da casa dos R$ 10 milhões, como é o caso do segmento operacional, que engloba atividades de utilização da Infraestrutura Operacional Portuária, Serviços de Armazenagem, Utilização de Equipamentos Portuários, Utilização da Infraestrutura e acesso aquaviário, Utilização das Instalações de Acostagem e Serviços Diversos.

O montante total desse segmento representa a quantia de R$ 41.232.899,67, aproximadamente R$ 9 milhões a mais do que no mesmo período em 2016, que fechou os sete primeiros meses do ano com a quantia de R$ 32.256.326,57. Para o diretor superintendente do Porto do Rio Grande, Janir Branco, esta expansão de capital garante à autarquia condições para seguir o crescimento continuado com segurança financeira e gestão consciente. “Os recursos precisam ser aplicados em áreas essenciais como a do Meio Ambiente, Saúde e Segurança que em nossa gestão praticamente dobrou seu orçamento”, afirma ele.

A movimentação financeira total dos sete primeiros meses da autarquia foi de uma receita superior a R$ 74 milhões. No mesmo período do ano passado a receita havia sido cerca de R$ 10 milhões a menos. “O aumento de receita é resultado de um trabalho do governo do Estado de fortalecimento do sistema logístico e da atração de novas cargas”, conclui Branco. Os recursos da autarquia são utilizados para a manutenção dos serviços portuários e também para o cumprimento da legislação ambiental.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados