Crise contínua

Em nova onda de demissões, mais 70 trabalhadores são desligados da Ecovix

Empresa já havia demitido mais de 3 mil pessoas em dezembro de 2016

04 de Agosto de 2017 - 11h30 Corrigir A + A -
Ecovix já havia demitido mais de 3,2 mil trabalhadores em dezembro (Foto: Carlos Queiroz - Infocenter DP)

Ecovix já havia demitido mais de 3,2 mil trabalhadores em dezembro (Foto: Carlos Queiroz - Infocenter DP)

Na manhã desta sexta-feira (4), cerca de 70 funcionários da Ecovix, braço da Engevix, foram demitidos em Rio Grande. As saídas fazem parte das demissões em massa propostas pela empresa.

O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Rio Grande (Stimmerg), Sadi Machado, afirma que já haviam previsões de que ocorressem mais demissões. Os boatos estavam fortes e se confirmaram nesta manhã. O presidente e alguns diretores estão na porta do estaleiro para tentar contato com a empresa. Eles avaliam que o momento é de analisar possibilidades para definir o futuro.

Machado ainda destacou que, no plano de demissões, a empresa manterá o acordo prévio para casos de dispensas. Os trabalhadores que foram sacados manterão o plano de saúde por 90 dias, além do recebimento de R$ 2 mil em vale refeição. Outra garantia é que, em caso de recontratações para trabalhadores da categoria, os demitidos terão preferência para ser recontratados. Tal acordo havia sido selado em dezembro entre empresa e sindicato.

O sindicato também avalia seus movimentos baseando-se na possibilidade de outra empresa assumir as atividades da Ecovix no Porto de Rio Grande. O estaleiro enfrenta dificuldades econômicas desde 2016, tendo demitido cerca de 3,2 mil trabalhadores em dezembro.

O Stimmerg ainda discute quais medidas serão tomadas. Alguns protestos na frente da empresa foram registrados na manhã desta sexta. 

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados