Segurança

Patrulha da GM presente na Zona Rural

Policiamento preventivo foi implementado em fevereiro; junho é o recordista com 293 intervenções

04 de Agosto de 2017 - 13h38 Corrigir A + A -

A Patrulha Rural chegou a 1.342 abordagens em seis meses de atividade nos oito distritos de Pelotas. Desde a implantação do policiamento preventivo em fevereiro, junho é o recordista com 293 intervenções mensais. O foco é o aumento da segurança da população, dos comércios, das instituições de ensino e das Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Somente em julho, o grupo realizou 80 policiamentos, 63 operações e 48 averiguações.

O serviço conta com uma viatura e duas duplas de guardas se revezam no monitoramento das estradas e comunidades da Colônia. A humanização do atendimento desponta entre as estratégias para elevar a segurança de quem vive e trabalha na zona rural.

Os patrulheiros dedicam-se à conscientização dos habitantes para a criação de uma cultura de segurança também no trânsito das vias rurais. O principal ponto da área educativa é o uso de capacete e cinto de segurança, que integra os reflexos da atuação dos agentes.

Outro alerta é para a importância do registro das ocorrências junto à Polícia Civil. A oficialização dos boletins é fundamental para que a vítima consiga recuperar o que foi roubado ou furtado e para ajudar o Observatório
Municipal de Segurança Pública na elaboração de estatísticas da criminalidade rural.

Um grupo fechado no aplicativo WhatsApp, com mais de cem pessoas da comunidade, membros da Polícia Civil, Brigada Militar e Polícia Rodoviária Federal, está entre as táticas utilizadas no combate ao crime. Juntos, os participantes compõem uma rede de informações que auxilia a integrar os órgãos das esferas federal, estadual e municipal e que resultou na recuperação de três veículos roubados.

A Patrulha Rural pode ser acionada pelo mesmo número da Guarda Municipal, o 153.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados