Homicídio

Transexual é morta a facadas em Pinheiro Machado

Outra vítima também foi esfaqueada minutos depois, mas foi socorrida e não corre risco; criminoso justificou o ataque por estar "possuído por um espírito ruim"

07 de Agosto de 2017 - 18h26 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

Um homem esfaqueou duas pessoas na madrugada de domingo (6) em Pinheiro Machado, na região da Campanha. Uma das vítimas, a transexual Bruna Laclose, 36, morreu. A outra, Itelmar Dutra Pires, teve apenas ferimentos leves.

Os dois crimes foram cometidos em um intervalo de poucos minutos e em dois locais diferentes da cidade. No primeiro, P.C.R., 36, discutiu com Bruna em frente a uma boate na rua Protásio Alves por volta das 6h. Ela foi esfaqueada, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Pouco tempo depois, às 6h35min, um cliente de um posto de combustíveis na rua Doutor Barcelos foi atacado. Itelmar Dutra Pires também se desentendeu com P.C.R., que novamente partiu com a faca para cima. Pires foi socorrido e encaminhado ao Pronto-Socorro de Pelotas (PSP), onde recebeu atendimento e foi liberado horas depois.

A Brigada Militar localizou o criminoso duas horas após os esfaqueamentos, próximo à rua Tiradentes, enquanto tentava fugir. Ele estava com duas facas sujas de sangue e confessou o crime. Segundo os policiais, P.C.R. justificou os ataques dizendo que estava “possuído por um espírito ruim”. Ele foi preso em flagrante e encaminhado ao Presídio Regional de Bagé.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados