Agronegócio

Embrapa lança cultivar voltada à produção leiteira

Variedade apresentada na Expointer foi desenvolvida para atender demandas de produtores que realizam a integração lavoura-pecuária

29 de Agosto de 2017 - 12h45 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Andréa Mittelmann destaca a produtividade como uma das vantagens da planta (Foto: Paulo Lanzetta - RBS Integração - DP)

Andréa Mittelmann destaca a produtividade como uma das vantagens da planta (Foto: Paulo Lanzetta - RBS Integração - DP)

Em solenidade realizada no estande do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na 40ª Expointer, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) lançou a nova cultivar de azevém BRS Integração. A variedade de azevém BRS Integração foi desenvolvida para atender demanda dos produtores que realizam Integração Lavoura-Pecuária (ILP). Uma de suas principais características é o ciclo precoce, que possibilita a produção de mais pastagem em menor tempo, permitindo a ressemeadura natural ou colheita das sementes antes do estabelecimento de culturas de verão, como a soja, na mesma área.

Durante a solenidade, também houve o lançamento dos livros Rede Leite - Pesquisa-desenvolvimento e Cultivo de soja e milho em terras baixas do Rio Grande do Sul. O chefe-geral da Embrapa Clima Temperado, Clenio Pilon, destacou a importância do trabalho em parceria para geração de conhecimento e soluções tecnológicas para o desenvolvimento dos territórios de atuação da empresa. “A Embrapa reafirma seu compromisso com as cadeias produtivas, mostrando o que faz de melhor, que é produzir conhecimento e informação, a partir de uma extrema valorização das parcerias, com a extensão, com as universidades e com o setor privado”, destacou.

O chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, Paulo do Carmo Martins, classificou como histórico o dia. “Estamos lançando produtos que vão ajudar o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, portanto, o Brasil, a continuar sendo celeiro da produção de leite”, disse.

BRS Integração
A produtividade média obtida nos experimentos foi em torno de oito toneladas por hectare, com rápido estabelecimento da pastagem - em torno de 50 dias, se bem manejada. Durante o lançamento, a pesquisadora da Embrapa Gado de Leite (Juiz de Fora, MG) e lotada na Embrapa Clima Temperado (Pelotas), Andréa Mittelmann, uma das responsáveis pela novidade, lembrou as características da cultivar. “Além do ciclo mais curto, a BRS Integração é ainda mais produtiva que a BRS Ponteio e que várias cultivares que estão sendo utilizadas no país, inclusive os famosos tetraploides. Esperamos que a cultivar possa contribuir efetivamente para todo o sistema produtivo.”

Outra característica importante é a tolerância ao acamamento. O colmo mais grosso dá suporte para o porte ereto, facilitando o corte mecânico e, consequentemente, o trabalho dos produtores que produzem forragem conservada, como silagem pré-secada ou feno.

A BRS Integração foi desenvolvida pelo Programa de Melhoramento de Azevém da Embrapa - com participação das Unidades Clima Temperado, Gado de Leite, Pecuária Sul (Bagé, RS) e Trigo (Passo Fundo, RS) - no âmbito da parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Associação Sul-Brasileira para o Fomento e a Pesquisa de Forrageiras (Sulpasto). Os experimentos e as recomendações com relação ao manejo foram desenvolvidos em parceria com a Universidade Federal de Pelotas (UFPel).


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados