Tentativa

Vestiário unido

Após resultados ruins, jogadores mostram força para buscar pontos nos próximos jogos em Bagé

07 de Setembro de 2017 - 16h03 Corrigir A + A -

Por: Sérgio Cabral
cabral@diariopopular.com.br 

Preparador Roberto Recart conversou com os atletas 
(Foto:Tales Leal - AI/Pelotas)

Preparador Roberto Recart conversou com os atletas (Foto:Tales Leal - AI/Pelotas)

O futebol é jogado, falado e escrito. Se não fosse assim, a prática e a teoria não se aproximavam dos objetivos e dos projetos bem e mal sucedidos. O segundo semestre para o Esporte Clube Pelotas foi bem planejado, mais ainda não apresentou resultados e ainda apresenta uma pressão natural para poder se classificar na primeira fase da Copa Paulo Sant’Ana.

Com três jogos disputados, um empate e uma derrota em casa e outra fora: um ponto ganho. O trabalho há quase dois meses segue firme e com motivação, agora com mais obrigação na busca da reabilitação e dos resultados.

Até aqui o Guarany lidera com oito pontos (4 jogos), o Grêmio tem quatro pontos (3 jogos), o Bagé tem três pontos (2 jogos). O Pelotas é o lanterna com um ponto ganho em três jogos. Nesta sexta-feira, tem Bagé e Grêmio, na Rainha da Fronteira.

Na quarta-feira, após o treino de portões fechados, como será em toda a semana, os jogadores Alberto e Rodrigo Vitor falaram sobre o momento do clube e das possibilidades na Copinha. “A gente sabia que ia ser difícil, mas nos colocamos numa situação muito complicada. Não é hora de apontar dedo pra ninguém, temos que estar bem fechados. É muito difícil jogar lá, o gramado não é tão bom. Mas temos que ser intensos, agressivos e tomar as decisões corretas em todas as partes do jogo. Faltam três jogos, é nossa vida aqui. Fora de casa mas a gente vencendo muita coisa pode mudar.”

Alberto
“A avaliação é ruim. A qualidade que a gente tem no nosso grupo não é pra tá passando por essa situação. Em nove pontos conseguimos um. Mas a solução do problema é a gente mesmo. Tenho plena convicção que vamos conseguir sair dessa situação”, destacou. Ele ainda se referiu ao grupo e a força de todos. “Todo mundo tá envergonhado. Não tem nem palavras. Estamos conscientes disso. A gente não tem onde correr, é agora que vamos descobrir quem é homem de verdade. E eu sei que nosso vestiário tem”, encerrou.

Enfim, Bierhals
O zagueiro Ricardo Bierhals teve o seu nome publicado no BID da CBF quarta-feira e já pode ser utilizado pelo treinador Thiago Gomes. Com a lesão do titular Gustavo Bastos, é possível que o profissional com iniciação na base do Lobo possa entrar na equipe neste domingo, contra o Guarany, em Bagé, na primeira das três decisões que o áureo-cerúleo vai ter.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados