Igualdade de gêneros

França autorizará reprodução assistida a mulheres solteiras e homossexuais

Mudança na legislação, que era limitada a casais heterossexuais, é uma das propostas bases da campanha do presidente Emmanuel Macron

12 de Setembro de 2017 - 19h25 Corrigir A + A -

Agência Brasil

Secretária Marlene Schiappa afirmou que a igualdade entre homens e mulheres será declarada no começo de outubro como

Secretária Marlene Schiappa afirmou que a igualdade entre homens e mulheres será declarada no começo de outubro como "grande causa" do mandato de Macron. (Foto: Divulgação - DP)

A França autorizará o recurso à reprodução assistida, por enquanto limitada aos casais heterossexuais, às mulheres solteiras e também às homossexuais, afirmou nesta terça-feira (12) a secretária de Estado para a Igualdade de Mulheres e Homens, Marlene Schiappa. As informações são da agência de notícias espanhola EFE.

"Abrir a reprodução assistida a todas as mulheres é uma questão de justiça", disse Schiappa em uma entrevista transmitida pela RMC e BFMTV, na qual garantiu o cumprimento desse compromisso de campanha do presidente, Emmanuel Macron.

Sobre o prazo para implementação da nova regra, disse que "provavelmente" será feito com a reforma da Lei sobre a Bioética prevista para o próximo ano.

Schiappa se referiu à decisão do Comitê de Ética que tinha dado autorização em junho a essa ampliação dos direitos a todas as mulheres e considerou que já não há nada que impeça realizar essa reforma de legislação.

Por outro lado, a secretária de Estado indicou que trabalha com o ministro do Interior, Gérard Collomb, para sancionar com multas o assédio às mulheres e para dar-lhe uma figura legal.

Schiappa afirmou que a igualdade entre homens e mulheres será declarada no começo de outubro como "grande causa" do mandato de Macron.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados