Fim da linha

Assaltante morre em confronto com a Brigada Militar

Felipe Oliveira da Silva, 26 anos, conhecido como Zorro, teria recebido policiais a tiros na madrugada desta quinta

05 de Outubro de 2017 - 08h14 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Um confronto entre Brigada Militar (BM) e um assaltante terminou na morte de Felipe Oliveira da Silva, 26 anos, mais conhecido como Zorro do Areal. Foi por volta das 4h desta quinta-feira (5), quando uma guarnição foi acionada para atender ocorrência de roubo à residência na Vasco Pires, em Pelotas.

Ao chegarem no local, os PMs se deparam com o assaltante dentro da casa. Ele passou a atirar com um revólver calibre 22 e a polícia então revidou, primeiro efetuando um tiro de contenção. Mas com Zorro não teria obedecido a ordem, acabou alvejado.

De acordo com o delegado plantonista da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) Gilnei Albuquerque, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas Felipe já estava morto.

Os policiais militares que participaram da ação disseram à reportagem da Rádio Pelotense que a ação foi muito rápida e que está se tornando comum serem recebidos a tiros por criminosos.

Ao repórter Juliano Silva, testemunhas disseram que esta não teria sido a primeira vez que Zorro teria invadido a casa delas e levado pertences.

A equipe B da Delegacia de Homicídio e de Desaparecidos esteve no local, assim como a perícia, e passa a investigar as circunstâncias. Ainda segundo os investigadores, Felipe Oliveira da Silva tinha passagem policial por roubo. Seu apelido Zorro surgiu porque após as ações criminosas ele fugia a cavalo ou de charrete.

Aguarde mais informações


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados