Opinião de Sérgio Cabral

Venceu e convenceu

Mesmo com minutos de instabilidade, Pelotas faz 2 a 0 na Boca do Lobo e poderia ter goleado o Aimoré no primeiro jogo da semifinal

09 de Outubro de 2017 - 13h25 Corrigir A + A -

Por: Sérgio Cabral
cabral@diariopopular.com.br 

O torcedor do Pelotas tem bons motivos para acreditar que este grupo de profissionais poderá colocar o clube na Copa do Brasil de 2018 - se de fato este é o desejo e o projeto dos dirigentes que comandam o Lobo. A vitória diante do Aimoré por 2 a 0 na tarde deste domingo - mesmo com alguns altos e baixos da equipe de Thiago Gomes na primeira etapa, garante confiança pela apresentação após os gols e, principalmente, na segunda etapa.

Não tomar gols e sufocar o adversário no seu campo rendeu ao time a eficiência de ter a posse de bola, deixando solto o meia Gustavo Xuxa - disparado o melhor jogador do Pelotas nesta competição. Foi um time maduro, não deu espaços, e corrigiu com rapidez alguns erros individuais de marcação e passes errados. Na saída de bola e em cruzamentos na área precisa melhorar.

É óbvio que tem o jogo da volta, fora de casa, mas a vantagem de poder perder por 1 gol de diferença e por qualquer empate coloca novamente a possibilidade do grupo entrar em campo com o regulamento embaixo do braço, para passar à final contra o Cruzeiro ou São José.

A vaga
Neste domingo falei com Francisco Novelletto (FGF) durante o jogo do Pelotas e ele me destacou que se o Internacional for o campeão da Série B abre mais uma vaga para o RS na Copa do Brasil de 2018. Sendo assim, chegar como primeiro, segundo e dependendo de outro critério da Federação até como terceiro colocado da Copa Paulo Sant’Ana poderá garantir uma vaga em 2018 na Copa do Brasil. É cedo ainda para se saber como tudo vai rolar, mas o bom mesmo é segurar a vaga no campo de jogo.

Há 34 anos
O Brasil não vence o Internacional no Beira-Rio desde 1984. A última vez, Ubiraci Souza de Souza, o Bira, foi quem fez a façanha, contra um baita time. No momento, o time de Clemer tem se apresentado bem fora de casa e marcou pontos na competição. Não sei se o Xavante tem “bala na agulha” para segurar o momento Colorado. Mas seria bom para o embalo rubro-negro e pela sequência de jogos marcar um ponto no Beira-Rio. Difícil tarefa.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados