Brasi

Partida contra os números

Brasil enfrenta o Inter fora buscando quebrar a sequência de vitórias do rival em sua casa; duelo será o primeiro do técnico Clemer contra seu ex-clube

09 de Outubro de 2017 - 12h28 Corrigir A + A -
No primeiro turno, Brasil perdeu por 1 a 0 dentro da Baixada (Foto: Jô Folha - DP)

No primeiro turno, Brasil perdeu por 1 a 0 dentro da Baixada (Foto: Jô Folha - DP)

Para o Brasil, nunca é fácil vencer o Internacional, tanto que o Xavante não supera o Colorado desde 1996. E nesta segunda-feira, quando as equipes se enfrentam a partir das 20h, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, não será nada diferente. No duelo que abre a 29ª rodada, a equipe de Clemer vai precisar parar o ímpeto do Inter, líder isolado da Série B e com um pé na Série A de 2018.

Em uma crescente desde a chegada de Guto Ferreira, a equipe da capital aumenta sua força quando joga em seus domínios. Dentro de casa, é o 4º melhor mandante da competição. Nos últimos oito jogos, são oito vitórias, com 19 gols marcados e apenas quatro sofridos. As vítimas foram Luverdense, Oeste, Goiás, Londrina, Paysandu, Figueirense, América-MG e Santa Cruz. O último tropeço foi contra o Criciúma, em um empate por 1 a 1, no dia 8 de julho.

O Brasil, que venceu o Juventude no jogo passado e terminou na 9ª colocação com 37 pontos após os jogos de sábado, a boa notícia é a força máxima em campo. O técnico Clemer terá o volante e capitão Leandro Leite na equipe. A tendência é a saída de Rafinha, para o Xavante formar um tripé de volantes, com Leite, João Afonso e Itaqui. A dúvida principal é sobre quem atuará ao lado de Marcinho e Lincom no ataque. Misael e Cassiano disputam a posição.

No Inter, a principal baixa é o volante pelotense Rodrigo Dourado, que não atuará por lesão. Charles será seu substituto. Outras mudanças em relação ao jogo passado são os retornos do zagueiro Victor Cuesta e do atacante William Pottker, que estavam fora por suspensão.

Expectativa do treinador
Em sua coletiva pré-jogo, Clemer falou sobre o que espera do confronto. “Temos uma estratégia atuando fora de casa para jogarmos com a bola. Sabemos que o Inter vai pressionar, principalmente nos primeiros minutos de partida. Temos que conter este início e tirar vantagem da pressão que eles terão pela vitória, até mesmo por conta da vitória do América-MG, que encostou. Nosso time está confiante. Espero que a nossa equipe possa fazer um grande jogo”, completou.

O comandante também falou sobre como será enfrentar o Inter pela primeira vez como treinador. “O jogo é diferente até o apito inicial. Depois, farei o melhor para vencer a partida. O torcedor do Inter é a mesma coisa. Aquele que te idolatra, que te agradece pelas conquistas, vai torcer para o Internacional quando o jogo começar. Mas que é um momento especial, eu não posso negar”, finalizou.

Ficha técnica:
Internacional: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Victor Cuesta e Uendel; Charles, Edenílson, D'Alessandro; Sasha, Pottker e Leandro Damião. Técnico: Guto Ferreira.

Brasil: Marcelo Pitol; Sciola, Leandro Camilo, Evaldo e Marlon; Leandro Leite, João Afonso, Itaqui, Misael (ou Cassiano) e Marcinho; Lincom. Técnico: Clemer.

Arbitragem: Elmo Resende Cunha, auxiliado por Bruno Raphael Pires e Cristhian Passos Sorence.

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Horário: às 20h.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados