Proximidade

Susepe anuncia criação de centro para monitoramento de presos

Atualmente o serviço que controla detentos da Região Sul com tornozeleira eletrônica fica em Santa Cruz do Sul; unidade proposta deve facilitar o trabalho

09 de Outubro de 2017 - 23h09 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

Estado adquiriu 100 tornozeleiras eletrônicas para presos do regime aberto e semiaberto da 5ª DPR (Foto: Gabriel Huth - DP)

Estado adquiriu 100 tornozeleiras eletrônicas para presos do regime aberto e semiaberto da 5ª DPR (Foto: Gabriel Huth - DP)

A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) anunciou nesta segunda-feira a criação de um centro para monitorar presos que utilizam tornozeleiras eletrônicas na região da 5ª Delegacia Penitenciária Regional (DPR).

Atualmente o serviço que controla os detentos que cumprem pena nos presídios da Região Sul (Pelotas, Santa Vitória do Palmar, Canguçu, Jaguarão, Rio Grande e Camaquã) é feito por uma unidade em Santa Cruz do Sul. O novo instituto, quarto no Estado, ficará no albergue do Presídio Regional de Pelotas (PRP). "A Unidade que hoje faz esse controle é muito distante de Pelotas, a Região Sul precisa de um centro", disse o diretor do Departamento de Segurança e Execução Penal (Dsep), Ângelo Carneiro.

O Estado, através da Vara de Execuções Criminais (VEC), adquiriu 100 tornozeleiras eletrônicas para presos do regime aberto e semiaberto da 5ª DPR. Até agora, 50 apenados utilizam o equipamento. A perspectiva - a longo prazo - da Susepe é de que, com a implantação do centro, cerca de 600 presos sejam monitorados. No Estado, aproximadamente 2,5 mil apenados são controlados pelas unidades de monitoramento da Susepe.

A previsão da Susepe é de que em 30 dias o espaço esteja em funcionamento.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados