Rússia 2018

Eliminatórias da Copa afunilam

Islândia é a surpresa em mundiais; Itália e Argentina são as dúvidas do grupo de campeões do mundo

09 de Outubro de 2017 - 19h20 Corrigir A + A -
Com Tite, Brasil não teve sustos para conquistar classificação (Foto: CBF)

Com Tite, Brasil não teve sustos para conquistar classificação (Foto: CBF)

Faltando o encerramento da última rodada na Europa, América do Sul e América do Norte, Central e Caribe, as Eliminatórias da Copa vão afunilando. Dezesseis seleções já conseguiram a classificação direta para a Rússia 2018. No Velho Continente outras duas vagas devem ser definidas nesta terça-feira (10). Nas américas outras quatro, sendo uma na Concacaf e três na Conmebol. Entre as surpresas está a Islândia, que vai disputar o primeiro mundial após vencer Kosovo nesta segunda-feira. No grupo de campeões do mundo, quem tem futuro incerto é a Itália - vai enfrentar a repescagem europeia - e a Argentina, que precisa vencer fora de casa e torcer por resultados paralelos para conquistar a classificação direta.

Já garantidos
Estão oito seleções europeias, incluindo a anfitriã Rússia e as campeãs mundiais Alemanha, Inglaterra e Espanha. A principal surpresa é mesmo a Islândia, única equipe até agora que debutará em mundiais. Na fase de grupos, a seleção de gelo deixou para trás a Croácia - que conquistou vaga na repescagem, após empatar com a Finlândia em casa e vencer a Ucrânia fora. Quem confirmou vaga com tranquilidade foi a Bélgica, primeira da Europa a conquistar a classificação. Além delas, Polônia e Sérvia retornam a mundiais, após ficarem de fora da Copa no Brasil. Será a segunda participação da Sérvia em copas do mundo, após desmembramento da Iuguslávia.

Na Concacaf, a Costa Rica, sensação da Copa 2014, empatou com Honduras em casa na última sexta-feira, e foi a segunda equipe a confirmar a classificação, atrás do México. O gol de empate veio no último minuto da partida. Também no último minuto veio o gol da vitória do Egito sobre o Congo. Marcado pelo craque do time, o meia Mohamed Salah, de pênalti. Maior campeão do continente, o Egito disputará a quarta Copa do Mundo, após 28 anos. Em ambos os países, muita festa com a classificação heróica.

Ainda na África, a Nigéria confirmou a sexta participação, após vencer o confronto direto contra a Zâmbia, por 1 a 0. Será a terceira copa do mundo consecutiva das Super Águias. O time é comandado por Obi Mikel, Victor Moses e Kelechi Iheanacho, principais nomes da seleção, que desponta como uma das mais tradicionais do continente.

Já estavam classificadas antes destas novas datas Fifa a seleção brasileira, líder isolada na Conmebol, e os quatro asiáticos, Japão, Irã, Coréia do Sul e Arábia Saudita, além do país sede Rússia.

De olho na Europa
No continente que tem mais vagas (14 no total, incluindo o país sede), outras quatro seleções disputam a vaga diretamente. No Grupo A, a França precisa de uma vitória simples contra Belarus, dentro de casa. A partida ocorre nesta terça-feira, às 15h45min. Correndo por fora está a Suécia, que precisa vencer a Holanda, em Amsterdã, para sonhar com a vaga direta. Caso contrário, deve ficar mesmo com a vaga na repescagem.

Outro confronto decisivo é entre Portugal e Suíça, no estádio da Luz, em Lisboa. A partida está marcada para começar também às 15h45min desta terça-feira. Para a seleção de Cristiano Ronaldo avançar diretamente à Copa, precisa de uma vitória simples. No entanto, o time suíço sequer empatou uma partida nessas eliminatórias. Nas nove partidas, venceu todas. Com um futebol mais ofensivo do que o habitual, o país que é sede da Fifa aposta nos meias Shaqiri e Xhaka, que atuam na Premier League, e na jovem reveleção Breel Embolo, atacante camaronês naturalizado. Caso saia derrotada, a Suíça confirma vaga na repescagem.

A repescagem europeia acontece em novembro e garante mais quatro seleções. Os quatro confrontos serão decididos por sorteio. Estão entre os cabeças de chave Itália, Croácia, Portugal ou Suíça, e Irlanda do Norte. No outro pote estarão possivelmente a Suécia, que pode perder por até 6 a 0 para a Holanda que garante a vaga na repescagem, e a Grécia, que precisa de uma vitória simples contra Gibraltar, saco de pancadas do Grupo H. Estão confirmadas nesse pote secundário a Irlanda - depois da vitória heroica contra País de Gales, de Aaron Ramsey, fora de casa - e a Dinamarca.

Não chores por mim Argentina
Sampaoli ainda não conseguiu ajustar a Albiceleste. Depois do empate sem gols contra o Peru, na Bombonera, a Argentina caiu para a sexta colocação nas eliminatórias sulamericanas, com 25 pontos. Agora, enfrenta o Equador, já eliminado, na altitude de Quito, às 20h30min de terça-feira. Sem Agüero, Higuaín e Dybala, o time deve ter mais uma vez Benedetto, artilheiro do Boca Juniors, no comando de ataque. A alteração deve ser no meio campo, com a entrada de Enzo Perez no lugar de Banega. Com uma vitória em Quito, a Argentina garante pelo menos a vaga na repescagem e dependeria ainda que o Chile não vencesse o Brasil, na Arena Palmeiras, para conquistar a vaga de maneira direta. Apesar de todos os tropeços, a vaga na Copa não parece tão distante assim para Lionel Messi.

Todos os jogos da 18ª e última rodada das eliminatórias da América do Sul acontecem no mesmo horário. O Peru (25 pontos), de Paolo Guerrero, praticamente disputa uma vaga direta contra a Colômbia (26) de James Rodriguez, em Lima. Um empate garante a Colômbia ao menos na repescagem, podendo confirmar a classificação direta caso o Chile perca para o Brasil e a Argentina não vença o Equador. Já uma vitória confirma o Peru entre os quatro primeiros. Quem aparece como franco atirador é o Paraguai (24), que na sétima colocação precisa vencer a Venezuela em casa e torcer para duas seleções à frente não pontuem, e assim conquistar a quinta colocação, que dá direito a disputar a repescagem mundial contra a Nova Zelândia.

A situação mais confortável é do Uruguai. Com 28 pontos e na vice-liderança, precisa apenas de um ponto para confirmar uma das 3 vagas restantes ao mundial. Se perder, ainda precisaria de uma combinação muito improvável de resultados para ficar sem a disputa do mundial.

Concacaf definida e a superação da Síria
Nas américas do Norte, Central e Caribe, os Estados Unidos (12 pontos) encaminharam a terceira vaga direta após vencer o Panamá em casa. A equipe do Tio Sam precisa de uma vitória simples contra Trinindad e Tobago, já eliminado, fora de casa. Um empate também deixa a equipe em boa situação, pois tem 5 gols de saldo, contra -2 Honduras e -7 de Panamá, que têm 10 pontos cada e enfrentam México e Costa Rica, respectivamente. Assim, Honduras precisa vencer o México para ficar em boa situação de disputar a repescagem mundial. Se empatar, tem que torcer para Panamá não vencer a Costa Rica. Todas as partidas na Concacaf ocorrem nesta terça-feira às 21h.

Quem conquistar a vaga na repescagem enfrenta Síria ou Austrália. No jogo de ida, a Síria conseguiu mais um empate heroico. 1 a 1 na Malásia, casa do país que enfrenta uma interminável guerra civil, nessas eliminatórias. A partida de volta é nesta terça-feira, às 6h da manhã, em Sydney. A Síria precisa vencer ou empatar com gols contra os Socceros, para continuar essa arrancada de superação rumo ao mundial. Vale a torcida.

África só em novembro
As outras três vagas no continente africano serão decididas em novembro. A Costa do Marfim recebe o Marrocos e precisa de uma vitória para ir mais uma vez ao mundial. Já o Marrocos precisa apenas de um empate para retornar aos mundiais, depois de 20 anos da última participação. Senegal, Burkina Faso e Cabo Verde disputam outra vaga, com favoritismo à equipe senegalesa. A última vaga deve ficar com a Tunísia, que precisa apenas de um empate contra a Líbia, última colocada na chave, em casa. Se perder, ainda pode conseguir a vaga caso a República Democrática do Congo não vença a Guiné.

Jogos decisivos nesta terça-feira

Austrália x Síria - 06h00min

França x Belarus - 15h45min

Holanda x Suécia - 15h45min

Portugal x Suíça - 15h45min

Grécia x Gibraltar - 15h45min

Paraguai x Venezuela - 20h30min

Brasil x Chile - 20h30min 

Equador x Argentina - 20h30min

Peru x Colômbia - 20h30min

Uruguai x Bolívia - 20h30min

Trinindad e Tobago x Estados Unidos - 21h

Honduras x México - 21h

Panamá x Costa Rica - 21h


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados