Caso Treichel

Walnir Treichel chega ao Presídio Regional de Pelotas

Acusado está cumprindo pena na galeria B, dominada pelo grupo criminoso que se intitula facção Taura

07 de Novembro de 2017 - 14h14 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

Acusado está cumprindo pena na galeria B, dominada pelo grupo criminoso que se intitula facção Taura  (Foto: Paulo Rossi - DP)

Acusado está cumprindo pena na galeria B, dominada pelo grupo criminoso que se intitula facção Taura (Foto: Paulo Rossi - DP)

Depois de se entregar à Justiça no Presídio Estadual de Canguçu, no último dia 24, Walnir Treichel foi transferido ao Presídio Regional de Pelotas (PRP) para o cumprimento da pena. Ele foi está dividindo espaço com criminosos da galeria B, dominada pelo grupo criminoso que se intitula facção dos Taura. O local tem capacidade para 86 presos mas abriga mais de 200 homens. De acordo com o Ministério Público (MP), a defesa de Treichel tenta a transferência do acusado para a penitenciária de Canguçu.

Em julho do ano passado, Walnir foi condenado a 17 anos de reclusão por ser o mandante do assassinato da mulher, Gleci Treichel, em abril de 2003. Ele recorria da decisão em liberdade.

A prisão de Treichel se deu após o pedido do promotor José Olavo Passos, a detenção imediata do acusado. O pedido foi expedido pelo juíz Regis Vanzim, por entender que não havia mais recursos à disposição do condenado após se esgotar o segundo grau de jurisdição. 

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados