Comemoração

Beneficência lança duas publicações nos 160 anos

Ainda na esteira das comemorações do aniversário da instituição, lançamento das publicações ocorre na próxima quinta-feira

13 de Novembro de 2017 - 08h25 Corrigir A + A -
 Hospital é um dos mais antigos do país (Foto: Divulgação - DP)

Hospital é um dos mais antigos do país (Foto: Divulgação - DP)

Para comemorar os 160 anos da Sociedade Portuguesa de Beneficência de Pelotas, que se completaram no último dia 16 de setembro, o hospital - o quarto mais antigo entre as Beneficências do País - promoveu diversas ações abertas à comunidade, que agora se encerram na 45ª Feira do Livro de Pelotas.

As comemorações tiveram início no Centro Português 1º de Dezembro, com um jantar solene que recebeu o público em geral e autoridades do município. O mesmo local também sediou um almoço dedicado aos colaboradores. A Câmara de Vereadores realizou uma sessão onde manifestou gratidão aos 160 anos de serviços prestados à comunidade. Torneios de golfe, pesca e um GP no Jockey Clube também reuniram centenas de pessoas, bem como a segunda Jornada de Oncologia, que recebeu estudantes e profissionais médicos para uma discussão técnica sobre o tema.

A fim de oferecer uma nova experiência de acomodação, duas suítes Master foram construídas. Móveis e equipamentos de ponta tornam as acomodações acolhedoras aos pacientes e acompanhantes. A construção do bloco cirúrgico projetado para ser um dos maiores da região Sul também já saiu do papel e logo estará disponível à população.

O revisitar da memória
No início deste ano a Beneficência entrou em contato com os departamentos de História da Universidade Federal de Pelotas. O intuito era formar uma parceria entre as instituições para registrar a trajetória do hospital. A união germinou em uma publicação a ser lançada na próxima quinta-feira (16), na 45ª Feira do Livro de Pelotas.

Beneficência Portuguesa de Pelotas - 160 Anos de Assistência no Rio Grande do Sul é de autoria da doutora em História e docente do programa de pós-graduação em História da UFPel, Larissa Patron. A publicação leva o leitor até Portugal para contar a trajetória da entidade pelotense cronológica e simultaneamente a de outros hospitais beneficentes fundados por portugueses.

A pesquisa é resultado de consultas em arquivos históricos na Torre do Tombo, no Ultramarino de Lisboa e de documentos do próprio hospital. Para a professora, produzir algo que valoriza o significado assistencial e arquitetônico da instituição é muito gratificante. “Se trata de uma entidade com 160 anos, é importante que seu significado para cidade seja disponibilizado e valorizado, acima de tudo”, afirma a professora.
Também estimulado pela data comemorativa, o Urologista e Administrador da Beneficência, Dr. Armando Manduca, produziu o livro Uma Escalada à Estabilidade. A narrativa conta com detalhes o árduo trabalho da atual equipe gestora da Beneficência frente à desestabilidade econômica que atingiu a Instituição no início dos anos 2000.

Além do conteúdo prático em forma de relato no que tange à administração hospitalar, profissionais, pesquisadores e curiosos da área conseguirão compreender o funcionamento de cada setor que compõe um hospital, já que através de um capítulo à parte, as atividades desenvolvidas por cada segmento são descritas por aqueles que o integram.

Autógrafos e diálogos
A sessão de autógrafos na Feira do Livro será às 19h30min. Após o encontro com os escritores, haverá uma roda de conversa, às 20h30min, onde também estará presente o presidente da Beneficência, Francisco José Leal Serra, autor do posfácio de um dos livros.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados