Literatura

Para se preencher com literatura

Feira do Livro chega ao segundo final de semana com 42 obras lançadas

12 de Novembro de 2017 - 19h34 Corrigir A + A -
Até este final de semana, foram 42 lançamentos e 8 conversas com escritores. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Até este final de semana, foram 42 lançamentos e 8 conversas com escritores. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

A Feira também estimula a leitura. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

A Feira também estimula a leitura. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Em meio ao sol e livros, assim foi o final de semana de quem resolveu visitar a Feira do Livro de Pelotas. No domingo à tarde, o cenário era formado por crianças folheando livros infantis, estudantes garimpando obras em saldos e promoções, além de famílias inteiras com os olhos nos títulos para atualizar os livros da estante de casa.

Até este domingo, foram 42 lançamentos e nove conversas com escritores.  Além da literatura, Feira possui estandes de empresas e instituições da cidade.

Ao todo são 15 livrarias e mais de 70 pessoas trabalhando nas bancas. O livro mais vendido até o momento é A Trajetória de um dos Maiores Youtubers do Brasil, de Felipe Neto.

O calor e tempo bom ajudou quem pretendia comprar livros e caminhar pela praça. Uma jovem atriz apresentava uma peça de teatro na Esplanada dos Artistas, em frente ao Theatro Sete de Abril. Do lado de dentro da praça, a térmica e a cuia eram quase uma regra entre os frequentadores da feira, que lotavam as bancas.

Na Tenda Cultural João Simões Lopes Neto, músicas infantis eram interpretadas por dois homens fantasiados de palhaço e famílias acompanhavam com palmas e voz.

Na 45º edição, a Feira do Livro de Pelotas vai até o dia 19 deste mês. Ao todo serão 72 lançamentos de obras no evento e cerca de 15 conversas com autores, organizado pela Câmara Pelotense do Livro. Conforme o livreiro Zelpi Plamer, o movimento maior é a partir das 17h em função do ENEM. "O forte do movimento começa no final da tarde, tem bastante gente circulando pela Feira", comentou.

O estudante Henrique Rockenbach costuma comprar livros pela internet. Passeando pela Feira, comprou dois títulos dos chamados livros de bolso - um tratava de política e outro de sociologia. Ele conseguiu preços mais baratos em sebos. "Fiquei com vontade de ler mais. Sempre que entro numa livraria eu penso que leio pouco. Acho que a Feira no espaço público estimula a leitura", disse, com os livros embaixo do braço.

Livros mais vendidos
A trajetória de um dos maiores youtubers do Brasil - Felipe Neto
Origem - Dan Brown
Crer ou não crer - Padre Fábio de Melo e Leandro Karnal

Horários de funcionamento

Livreiros
De domingo à sexta-feira, das 13h às 21h
Sábados e feriados, das 13h às 21h

Tenda Cultural João Simões Lopes Neto e Praça da Alimentação
Todos os dias, das 13h às 22h

Sessões de autógrafos na Alameda Literária
Todos os dias, às 19h

Roda de conversa com escritores na Alameda Literária
Todos os dias, às 20h30

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados