Escola de Futebol

Base xavante tem início nesta quarta-feira

Direção rubro-negra apresenta nesta quarta-feira (4) o CT das categorias amadoras que cuidará da formação de jogadores e servirá para acolher os atletas das equipes de competição sub-17 e sub-20 nas próximas temporadas

04 de Janeiro de 2017 - 10h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Sérgio Cabral
cabral@diariopopular.com.br 

Local. Fragata Futebol Clube receberá o novo projeto dos xavantes  (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Local. Fragata Futebol Clube receberá o novo projeto dos xavantes (Foto: Carlos Queiroz - DP)

A partir desta quarta-feira (4), às 17h, a direção do Brasil começa a pensar novamente em categorias de base do futebol de campo e formar jogadores para o futuro. Desde de 2009 o clube não consegue fazer ou formar atletas.

Isso praticamente ocorreu nos mais de 100 anos de clube, desde a sua fundação. Claro, os tempos mudaram e os projetos são outros. São necessários investimentos pesados para suportar a filosofia atual, com as condições básicas.

No passado se iniciou o projeto da base com as escolinhas de futsal e agora a segunda fase do projeto com a sub-17 e a sub-20 para 2017, inclusive com disputa de competição nacional. Jorge Moro e Armando Desessards serão os dirigentes da base do campo. Moro, com história no clube desde quando foi goleiro da base e depois do juvenil, além do futsal. Desessards, o dirigente remunerado que irá comandar o departamento amador - ele já atua na supervisão do departamento profissional.

Nacional e estadual
O presidente Ricardo Fonseca defendeu a ideia da parceria e do aluguel do Fragata Futebol Clube. Isso começa a funcionar em breve. Nesta quarta-feira (4), será o ato inaugural e o presidente já garantiu a presença do clube em competição nacional e estadual nesta temporada. O contrato tem o período de validade de cinco anos e pode ser renovado por mais cinco. O valor do aluguel gira em torno de R$ 10 mil por mês e o clube deverá investir R$ 70 mil por mês no departamento amador.

Um exemplo forte
A Chapecoense investiu R$ 380 milhões na base, que é composta por cinco categorias: sub-11, sub-13, sub-15, sub-17 e sub-20. O valor total corresponde a 4% do orçamento do clube na última temporada. Teve 120 atletas divididos nas cinco categorias. Jogou quatro competições sub-20 e o melhor resultado foi como vice da Copa Catarinense. Ganhou três taças no sub-15 (Campeonato Municipal, Copa Maravilha e Golden League) e uma no sub-13 (Campeonato Municipal), categoria que não é trabalhada visando ao alto rendimento.

Escolinhas fortes
Coroando um ano de maior investimento, a Chapecoense concluiu 2016 com 19 escolinhas de futebol espalhadas por Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, unidades que servem de captação de talentos. Até 2015 eram apenas três escolinhas e todas no entorno de Chapecó.

Heliardo em Portugal?
Parece que o planejamento do Brasil para 2017 está meio atrasado e agora com alguns problemas para formar o grupo. O atacante Heliardo, acertado até segunda-feira à noite com o Brasil, com apresentação marcada para esta terça-feira (3), mudou de rumo. O centroavante acertou com um clube de Portugal e vai jogar na Europa. O empresário do atleta explicou que ele estava pronto para vir para Pelotas, mas que o contrato com Portugal foi fechado nesa terça-feira (3) pela manhã e o atleta não poderia deixar esta oportunidade escapar. Até o tempo de contrato é diferente e isso pesou no acordo. Com o Brasil seria de seis meses e em Portugal será por uma temporada completa. O Rubro-Negro já tem amistosos confirmados (quatro), mas ainda corre para definir o grupo e ficar pronto para iniciar as disputas da Primeira Liga e do Gauchão 2017.

Federação confirmou
O Brasil receberá da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), para jogar o Gauchão 2017, o valor de R$ 1,5 milhão. A confirmação foi do presidente Ricardo Fonseca. Também ocorreu nesta terça-feira (3) a primeira visita da direção do clube aos diretores da Biscoitos Zezé, para ver a possibilidade do Xavante manter a marca da empresa pelotense na camisa oficial. nesta temporada.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados