Futebol

Noveletto garante que o Gauchão não morre

Presidente da FGF confirma acordo com a TV por cinco temporadas

07 de Janeiro de 2017 - 16h33 Corrigir A + A -

Por: Sérgio Cabral
cabral@diariopopular.com.br 

Presidente confirmou a premiação de R$ 300 mil em dinheiro para o Campeão do Interior, o que não havia no regulamento dos anos anteriores (Foto: Infocenter DP)

Presidente confirmou a premiação de R$ 300 mil em dinheiro para o Campeão do Interior, o que não havia no regulamento dos anos anteriores (Foto: Infocenter DP)

O Campeonato Gaúcho de 2017 está pronto e com tudo definido pela Federação Gaúcha de Futebol. De acordo com o presidente da entidade estadual, Francisco Novelletto Neto, a competição seguirá com força e não correrá risco nos próximos cinco anos. Sobre a possibilidade da Primeira Liga atrapalhar o evento esportivo gaúcho, o presidente também não acredita, pois renovou o contrato com a TV e ainda confirmou a premiação de R$ 300 mil em dinheiro para o Campeão do Interior, o que não havia no regulamento dos anos anteriores.

Com todas as dificuldades do futebol, dos clubes, a maioria dos dirigentes jovens reconhece que este esporte tem dois tempos no estado: antes e depois Novelletto. E um dos pontos positivos é o valor recebido para jogar a curta competição de três meses.

Em 2017 a fase classificatória contará com todas as 12 equipes. No Grupo A os clubes competirão em turno único, com os oito melhores colocados passando para a 2ª Fase. Os dois últimos classificados serão rebaixados para a Divisão de Acesso de 2018.

As quartas-de-final serão disputadas com as oito equipes classificadas na 1ª Fase, em confrontos de ida de volta. Em caso de igualdade no resultado - após a realização dos dois jogos - o gol qualificado será o critério de desempate. Persistindo a igualdade haverá cobranças de pênaltis.

A 3ª Fase - semifinal - será disputada pelas quatro equipes vencedoras da 2ª Fase, também em partidas de ida e volta. Em caso de continuar a igualdade, a vaga será obtida nas cobranças de pênaltis.

Fase final
A quarta e última fase ocorrerá com jogos entre os vencedores da fase anterior, em confrontos de ida e volta. Desta vez não haverá o critério do gol qualificado. Ocorrendo empate em pontos ganhos e gols marcados, após os dois jogos, o campeão será definido através em disputa de pênaltis.

Campeão do interior
O troféu de campeão do interior será entregue para o clube do interior do Estado que não tenha disputado a final da competição. Consideram-se também do interior o Cruzeiro-RS e o São José-RS.

Vagas na Copa do Brasil
O campeão, o vice-campeão e o terceiro colocado serão os representantes da FGF na Copa do Brasil de 2018. Caso algum destes clubes obtiver outra forma de classificação ao certame nacional, a vaga será repassada ao clube subsequente de melhor colocação. A quarta vaga gaúcha para a Copa do Brasil será disputada na Supercopa Gaúcha, a ser realizada no segundo semestre.

Série D
Ao final do campeonato também serão asseguradas três vagas para a Série D do Campeonato Brasileiro de 2018 - se continuarem sendo disponibilizadas pela CBF ao Estado. As mesmas serão destinadas às melhores equipes classificadas na competição, com exceção das já classificadas para as Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro.

Bate-bola

Diário Popular - O que muda no Gauchão 2017?
Francisco Novelletto Neto - A melhora ocorre a cada ano, com apenas 12 participantes e estando mais enxuto - com Brasil e Juventude certamente fazendo grandes clássicos já abrindo o Gauchão.

DP - Os clubes estão reconhecendo o apoio da FGF e os valores conquistados para jogar cada certame?
Novelletto - Com certeza. Principalmente o dirigente antigo, como eu enfrentei 15 anos com São José-PoA, sem ganhar um centavo e ter que pagar todas as taxas. Os novos não faziam parte daquela época. Certamente buscam patamares, altíssimos, como uma Champions League.

DP - Qual a maior dificuldade vivida pela FGF, para ver o crescimento do interior?
Novelletto - A maior dificuldade foi renovar contrato com a TV. Agora serão mais cinco anos de segurança. Pior foi conciliar as partes para que saísse acordo. Agora, é tocar a competição.

DP - A Primeira Liga pode vir a atrapalhar o Gauchão e os estaduais?
Novelletto - Não acredito que a Primeira Liga possa atrapalhar o Gauchão. Somos mais fortes e bem organizados!

DP - Por que o campeão do interior não recebia prêmio em dinheiro?
Novelletto - Recebe, sim. Serão R$ 300 mil. O meu São José bailou, pois foi campeão no ano passado e não recebeu nada. Vai começar a partir deste ano.

DP - As dificuldades do futebol te preocupam? Pode ocorrer o desaparecimento dos clubes da Terceira Divisão?
Novelletto - Evidentemente que sim. Pois seguem o rumo da economia. Estão na UTI, como as prefeituras, os estados e o país. Imagina o futebol sem grana e sem apoio algum. Preocupa muito.

DP - Qual o valor que os clubes irão receber em 2017? A Série A2 recebe algo?
Novelletto - A Série A2 receberá todos os custos (livres) e mais a arbitragem - num valor aproximado R$ 100 mil cada clube. Todos os custos serão da FGF. Na Série A serão aproximadamente R$ 1,2 milhão e mais R$ 100 mil, classificando entre os oito na 1ª Fase. Mais R$ 300 mil para o campeão do interior. Brasil e Juventude recebem 50% a mais da verba da TV.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados