Crimes

Quatro tentativas de homicídio foram registradas no fim de semana na região

Duas crianças foram alvejadas com tiros em casos no sábado

08 de Janeiro de 2017 - 21h45 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

A metade sul ficou marcada neste fim de semana por quatro tentativas de homicídios. Três ocorreram em Pelotas e uma em Canguçu.

No sábado, por volta das 17h, uma desavença familiar resultou em violência. L.S.L., 33, relatou à Polícia Civil ter sido atingido por um tiro no braço esquerdo. Segundo o depoimento prestado à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), o autor da agressão seria seu sogro, motivado por desentendimentos. A vítima está hospitalizada e, até ontem, sua situação era estável.

Também no sábado, à noite, G.A.P., 28, foi atingido por um tiro no olho. Conforme relato da vítima, ele estava com outras três pessoas na região do Porto, que o trancaram dentro de seu carro. Um dos três, então, disparou contra a região da cabeça de G.A.P. e acabou acertando um dos olhos. No veículo, um Fiat Uno Electronic, foram identificados uma poça de sangue no banco traseiro, pelo lado direito, e o vidro, também direito e traseiro, quebrado. Entretanto, não foi possível realizar perícia no carro - pois ele já havia sido mexido após o crime.

Duas crianças
Uma festa no loteamento Getúlio Vargas, em Pelotas, terminou em tragédia. O pequeno C.L.D. - de apenas dois anos de vida - teve o rosto atingido de raspão por um tiro de arma de fogo. O menino estava com a mãe, J.N.L., 28, quando ela e outra mulher brigaram, na madrugada de domingo. O alvo do disparo teria sido a mãe do menino.

De acordo com o depoimento da mãe da vítima à Polícia Civil, uma desavença entre ela e a atual companheira de seu ex-cônjuge, durante a festa, teria desencadeado o disparo. J.N.L., no entanto, não forneceu informações à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) que tornassem possível identificar a autora do crime.

Conforme o boletim de ocorrência, o disparo raspou a face direita da criança e penetrou em seu ombro direito. Até ontem à tarde, o menino estava internado no Pronto-Socorro de Pelotas (PSP). Não foi informado seu estado de saúde.

Outra criança também foi alvo de disparos no final de semana. Uma menina de sete anos de idade foi alvejada durante uma tentativa de assalto, na zona rural de Canguçu. O caso aconteceu na madrugada de sexta-feira.

De acordo com o capataz da propriedade rural, pai da vítima, ele saiu da casa onde vive para averiguar uma movimentação. Foi quando ouviu dois disparos de arma, que acabaram atingindo a sua filha. Os tiros acertaram o abdômen e a perna direita da menina, que foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Hospital de Caridade do município.

Esta é a segunda vez que o local se torna alvo de bandidos. A propriedade, localizada no 5º Distrito, foi assaltada em dezembro. Não há informações sobre prisão ou suspeitos. O estado de saúde da menina também não foi informado.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados