Denúncia

MP denuncia idoso que matou esposa no Morro Redondo

Ari Rosa Tavares, de 65 anos, assassinou a mulher de 66 a facadas e pauladas em novembro do ano passado; ele também tentou matar a filha, portadora de Síndrome de Down

10 de Janeiro de 2017 - 17h33 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

Homem foi em novembro de 2016 e encaminhado ao PRP (Foto: Giulliane Viêgas)

Homem foi em novembro de 2016 e encaminhado ao PRP (Foto: Giulliane Viêgas)

O Ministério Público denunciou o idoso acusado de assassinar a mulher - idosa de 66 anos - e tentar matar a filha portadora da Síndrome de Down, no dia 22 de novembro do ano passado, no Morro Redondo.

Ari Rosa Tavares foi denunciado por homicídio triplamente qualificado que dificultou a defesa da vítima e por tentativa de homicídio qualificado contra a filha, de 29 anos. Conforme  o promotor José Olavo dos Passos, ele está recluso no Presídio Regional de Pelotas.

Relembre
Uma idosa 66 anos foi morta a facadas e a pauladas pelo marido, de 65. O crime aconteceu na noite do dia 22 de novembro, na Zona Rural do Morro Redondo, próximo ao Camping do Amaro.

A filha do casal, uma mulher de 29 anos também foi alvo de violência. Portadora de síndrome de down, ela foi esfaqueada pelo pai. A vítima foi internada no Pronto-Socorro de Pelotas (PSP). O agricultor contou à equipe de reportagem do Diário Popular que matou a mulher, Maria Odete Tavares, com quem manteve casamento por 35 anos, porque ela queria a separação. A partir daí, segundo ele, houve um desentendimento. "Estou arrasado, não sei o que me deu", comentou o idoso - que se disse ainda estar arrependido do crime, praticado com uma faca de cozinha e um pedaço de madeira.

A filha teria sido esfaqueada pelo pai após tentar ajudar a mãe, que estava sendo agredida. O idoso foi preso em flagrante e encaminhado ao Presídio Regional de Pelotas (PRP).


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados