Mudança

Entrevista com Secretária da Saúde encerra série Os três pilares, produzida pelo Diário Popular

Ana Costa afirma que os próximos anos serão difíceis por causa do atual cenário nacional

11 de Janeiro de 2017 - 06h30 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Tânia Cabistany
taniac@diariopopular.com.br 

UPA da avenida Bento Gonçalves está em construção para ser 
inaugurada este ano (Foto: Paulo Rossi - DP)

UPA da avenida Bento Gonçalves está em construção para ser inaugurada este ano (Foto: Paulo Rossi - DP)

Viabilizar a Unidade de Pronto Atendimento 3 (UPA da Bento), localizada no prolongamento da avenida Bento Gonçalves, a construção do Centro de Atendimento Pediátrico, a ampliação da Rede Bem Cuidar e a entrega da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Guabiroba é necessidade da Saúde e está elencada pela nova titular da pasta, Ana Costa, entre as muitas dinâmicas da Secretaria que precisa desenvolver. A ideia é olhar a rede como um todo e continuar investindo em programas e serviços on-line para agilizar o atendimento e o andamento dos trabalhos. “Crescemos muito. Agora precisamos estabelecer a força da rede, por meio de grupos e núcleos”, diz.

Ana - a terceira e última entrevistada pelo Diário Popular para a série Os 3 pilares - vai dar continuidade a programas de prevenção e promoção da saúde, além de buscar a aproximação de secretarias, a fim de consolidar ainda mais e fortalecer o trabalho desenvolvido na gestão anterior. Trabalhar com a ideia de acesso e qualidade é uma das prioridades. A secretária quer formar, incentivar e dar controle às diferentes unidades, aproveitando o momento em que a pasta conseguiu avançar no processo para trabalhar as questões que envolvem qualidade. Considera essencial que haja respeito, carinho e atenção devida às pessoas, que por outro lado também devem receber atenção e um acesso mais ágil à rede para que já não cheguem aos locais estressadas.

Várias estratégias estão previstas, segundo a secretária, e uma delas está ligada à Rede Bem Cuidar. O objetivo é aproximar a co-construção do espaço onde participam trabalhador, usuário e gestor. O acolhimento nas diretrizes de atenção básica também faz parte. O teleagendamento tem por meta evitar as filas nas madrugadas à frente das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), pois a UPA está preparada para o atendimento emergencial. Cita ainda o Programa de Qualidade de Atenção Básica (Pmaq), do governo federal, que a prefeitura aderiu em 2011. Ele prevê metas e prêmios em dinheiro para quem alcançá-las.

“Fizemos a ampliação disso para buscar uma motivação das pessoas ao trabalho”, explica. Dessa forma, está incluída a presença de representantes das UBSs em reuniões do Conselho Gestor, para uma maior comunicação, monitoramento e avaliação de resultados. A equipe está sendo montada.

Conforme a secretária, os próximos anos serão difíceis, de muitas restrições do ponto de vista econômico-financeiro por causa do cenário nacional, mas ações serão desenvolvidas e o desafio será conseguir a melhoria desejada. A intenção era ter inaugurado a UPA 3 (da Bento, como está sendo chamada) primeiro, mas teve problema na obra e a 1 ficou pronta antes. A intenção é de que, assim que as UPAs estiverem funcionando, deixar para o Pronto-Socorro de Pelotas (PSP) apenas os pacientes de classificação das cores amarelo e vermelho (urgência e emergência, respectivamente). O município recebeu R$ 100 mil do governo federal para a UPA e solicitou mais R$ 70 mil. Está no aguardo de ser incluído em novas citações para ver se recebe mais.

Médicos nas UBSs
Este ano será realizado concurso público para médicos psiquiatras e clínicos gerais, com vagas para as UBSs. Especialistas como ginecologista e pediatra não têm nem terão 70% das UBSs com Estratégia de Saúde da Família. Esses postos só encaminham e referenciam casos de necessidade. O enfermeiro da UBS tem protocolo do Ministério da Saúde para realizar exames, entre eles pré-câncer e pré-natal. Se preciso for, encaminha a paciente para uma unidade onde exista ginecologista. Para as crianças será construído o Centro Referenciado de Especialidade em Pediatria. Salienta que a vocação das UBSs é prevenção e acompanhamento. Quanto ao projeto de lei que concede completivo aos médicos, deve ir para a Câmara de Vereadores ainda este mês.

Programas on-line
Agilizar os processos de atendimento é a meta do sistema de informatização. Mais de 50% das UBSs (26 das 49) já estão equipadas e evitando a demora operacional que havia antes para pedidos, encaminhamentos, exames e cirurgias. “É uma maneira de em tempo real a gestão dar conta rapidamente de uma informação”, frisa. A Tele Medicina, que consiste no apoio de profissionais especialistas on-line já funciona na UBS Salgado Filho, na Simões Lopes, na Bom Jesus e na que tem parceria com a Universidade Católica de pelotas (UCPel). Com isso o município espera que não vire emergência o que não seja e agilize ainda mais o atendimento na rede pública.

A servidora de carreira
Funcionária de carreira, concursada em 2012, mas com passagens de apoio à área técnica da Secretaria desde 2006, a fonoaudióloga Ana Costa assumiu no governo Eduardo Leite (PSDB) os departamentos de Ações em Saúde (DAS) e Administrativo e Financeiro, e a Diretoria Executiva. O aprendizado, segundo Ana, que integrou também algumas vezes o Conselho Municipal de Saúde desde 1995, lhe deu margem em nível de conhecimento. Além disso, sempre foi muito próxima da ex-secretária Arita Bergmann, da qual disse ter cumplicidade e complementariedade. “Uma tendência a ver a saúde com os mesmos olhos”, comenta.Segundo Ana, o modelo de gestão de Arita foi construído aos poucos com as equipes, trabalhando com metas e resultados, e ela também tem essa característica. “Temos nossas metas estabelecidas e devemos nos esforçar para alcançá-las”, destaca, ao citar a valorização do servidor e a proximidade dos serviços.

Pessoalmente se considera diferente de Arita, mas admite ter o mesmo jeito de trabalhar. Também diz que as duas seguirão mantendo contato, visto que Arita assumiu a Secretaria de Saúde de São Lourenço do Sul, onde reside. 

Números da Secretaria

Orçamento 2017 da SMS - R$ 257.859.786,95

Servidores - 1.908

Médicos (plantonistas, contratados e servidores concursados) - 215

Pelo programa Mais Médicos 35 entre eles 11 cubanos e outros dois estrangeiros UBSs - 49

Profissionais no Pronto-Socorro  de Pelotas (PSP) - 257

Custo do PSP - (com recursos municipais e estaduais) - Mais de R$ 1 milhão

Profissionais na UPA - 90

Custo da UPA - R$ 675 mil

UBSs e  especialistas

Há pediatras nas UBSs
-CSU Cruzeiro
-Leocádia
-Virgílio Costa
-Salgado Filho
-PAM Fragata
-Centro de Especialidades
-Fraget
-Cascata
-Balsa
-Laranjal
-Bom Jesus (noite)
-Cohab-Lindoia
-Areal
-Puericultura

Há ginecologistas nas UBSs
-PAM Fragata
-Centro de Especialidades
-Areal 1
-Leocádia
-Salgado Filho
-CSU Cruzeiro
-Cohab-Lindoia
-Fraget
-Puericultura


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados