Solução

Greve dos funcionários do Hospital de Caridade de Canguçu é suspensa

Administração do hospital e forças políticas do município conseguiram verba com o governo do Estado para o pagamento de parte da dívida; se o montante não for pago em dez dias, a paralisação será retomada

11 de Janeiro de 2017 - 12h17 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Igor Islabão
igor.dias@diariopopular.com.br 

Funcionários acamparam em frente ao hospital durante o período de paralisação (Foto: Paulo Rossi - DP)

Funcionários acamparam em frente ao hospital durante o período de paralisação (Foto: Paulo Rossi - DP)

Na tarde desta terça-feira (11), funcionários do Hospital de Caridade de Canguçu se reuniram em assembleia e decidiram pela suspensão da greve. A categoria, no entanto, espera ainda o pagamento de salários atrasados.

A mobilização que já durava oito dias foi suspensa porque o hospital e forças políticas da cidade conseguiram com o governo do Estado o pagamento de dois meses de incentivo e também uma emenda parlamentar, o que - juntas - somam o valor de R$ 580 mil.

De acordo com a administração da casa, com o novo recurso vai ser possível a quitação da folha salarial do mês de novembro e metade do décimo terceiro salário. Se o dinheiro não for repassado aos funcionários, em dez dias eles prometem retomar a paralisação e voltar a acampar em frente ao hospital.

Apesar da paralisação, os atendimentos de urgência e emergência foram preservados. Os clínicos, que recebem pela prefeitura, estão com os salários em dia. O Pronto-Socorro, também conveniado com o Poder Executivo, funcionou normalmente.


Comentários


  • Não há comentários, seja o primeiro a comentar!


Diário Popular - Todos os direitos reservados