Denúncia

MP diz que Fundo da Criança e do Adolescente está sendo usado irregularmente em Rio Grande

Maior problema encontrado foi a categoria de base do Rio Grande que está sendo financiada com verba do fundo

17 de Fevereiro de 2017 - 10h12 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Atualizada às 18h13min

A Prefeitura de Rio Grande poderá ter que devolver mais de R$ 1,2 milhões para o Fundo da Criança e do Adolescente. A medida é resultado das várias ações ajuizadas pelo Ministério Público (MP) com objetivo que o Executivo cumpra a decisão. Segundo os promotores de Justiça Alexandre Zachia Alan e Rudimar Tonini Soares os recursos investidos na Educação Infantil não podem ser retirados do fundo.

As irregularidades encontradas pelo MP são de situações diferentes. Em alguns casos o dinheiro foi para instituições que não têm o foco só em crianças. "Então, na dúvida se o dinheiro atendeu a crianças ou adultos, pedimos que o dinheiro fosse devolvido", explica José Alexandre Zachia Alan.

Ainda segundo ele, o maior problema encontrado foi a Fundação Sociocultural Esportiva do Rio Grande, que mantém o Sport Club Rio Grande - primeiro clube de futebol do país. A categoria de base do clube profissional está sendo financiada com verba do fundo, afirma Zachia Alan.

A redação do DP tentou entrar em contato com a prefeitura de Rio Grande para falar sobre o caso, mas até o momento não foi atendida.

*Com informações do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados