Gauchão

Nas mãos de Martini e na cabeça de Papa

Goleiro do Brasil foi bastante exigido na noite desta quarta-feira contra o Grêmio, em partida que terminou empatada em 1 a 1 no estádio Bento Freitas

15 de Março de 2017 - 18h54 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Roberto Ribeiro
roberto@diariopopular.com.br 

Já era tarde quando Léo Jaques salta na bola após cabeceio de Gustavo Papa (fora da foto) para empatar a partida contra o Grêmio na noite desta quarta-feira no estádio Bento Freitas; empate em 1 a 1 deixa Xavante em 7º com 8 e Grêmio em 2º com 12 (Foto: Jô Folha - DP)

Já era tarde quando Léo Jaques salta na bola após cabeceio de Gustavo Papa (fora da foto) para empatar a partida contra o Grêmio na noite desta quarta-feira no estádio Bento Freitas; empate em 1 a 1 deixa Xavante em 7º com 8 e Grêmio em 2º com 12 (Foto: Jô Folha - DP)

Gustavo Papa, no centro, comemora junto à torcida o gol que empatou a partida contra o Grêmio em 1 a 1 aos 32 da etapa inicial (Foto: Jô Folha - DP)

Gustavo Papa, no centro, comemora junto à torcida o gol que empatou a partida contra o Grêmio em 1 a 1 aos 32 da etapa inicial (Foto: Jô Folha - DP)

Ramiro corre para o abraço após abrir o placar no estádio Bento Freitas na noite desta quarta-feira; Martini é visto caído, ao fundo  (Foto: Jô Folha - DP)

Ramiro corre para o abraço após abrir o placar no estádio Bento Freitas na noite desta quarta-feira; Martini é visto caído, ao fundo (Foto: Jô Folha - DP)

Martini cai para difícil defesa após chute em curva de Luan; goleiro foi o destaque do Brasil no empate em 1 a 1 na noite desta quarta-feira em partida contra o Grêmio no estádio Bento Freitas pela 7ª rodada do Gauchão (Foto: Jô Folha - DP)

Martini cai para difícil defesa após chute em curva de Luan; goleiro foi o destaque do Brasil no empate em 1 a 1 na noite desta quarta-feira em partida contra o Grêmio no estádio Bento Freitas pela 7ª rodada do Gauchão (Foto: Jô Folha - DP)

Ficou de bom tamanho. Após sair atrás no marcador, o Brasil chegou ao empate e conseguiu segurar o resultado contra o time titular do Grêmio na noite desta quarta-feira (15) no estádio Bento Freitas. Ramiro, aos 22, e Gustavo Papa, aos 32 da etapa inicial, marcaram os gols da partida.

Com o resultado, o Brasil fecha a 7ª rodada do Gauchão em 7º lugar, com 8 pontos ganhos. O Grêmio é vice-líder com 12 - seis a menos que o Novo Hamburgo. O próximo compromisso dos comandados de Rogério Zimmermann é fora de casa, segunda-feira que vem, contra o São José no Passo D'Areia. Já o Grêmio recebe o Veranópolis, domingo, na Arena.

O jogo
Mesmo sem Leandro Leite, Cirilo herdou a faixa de capitão, o Brasil não perdeu em valentia - especialmente a que costuma demonstrar contra o Tricolor da capital. O Xavante procurou agredir o Grêmio e só jogou mais recuado quando a qualidade individual e técnica do time de Renato Gaúcho se impunha.

A primeira finalização mesmo foi do Brasil, com Marcinho tentando surpreender Léo Jaques aos 3 do 1º tempo. O goleiro teve que substituir Marcelo Grohe minutos antes do jogo. O titular de Renato Portaluppi sentiu desconforto muscular e foi preservado.

Mas se foi o Brasil quem primeiro tentou abrir o placar, quem o fez foi o Grêmio, justamente na primeira vez que chegou no gol de Martini. Ramiro e Pedro Rocha tabelaram na entrada da área, Cirilo cortou e no rebote o próprio Ramiro bateu da meia-lua da grande área. A bola ainda desviou na cabeça do zagueiro rubro-negro e não deu para Martini - 1 a 0 Grêmio aos 22.

Em seguida Marcinho tentou empate após boa triangulação com Gustavo Papa e Marlon. O atacante recebeu em profundidade dentro da grande área e bateu quase sem ângulo, de perna esquerda. Léo quase se atrapalha e por pouco o Xavante não empata. Por pouco também o Grêmio não ampliou em troca de passes que terminou com Bolaños finalizando no canto esquerdo de Martini, que fez ótima defesa.

Aos 32 o empate. Marlon cobrou escanteio com veneno, Gustavo Papa se antecipa a Kanemann e a bola vai parar no canto direito - sem defesa para Léo. 1 a 1. O Grêmio ainda exigiu que Eduardo Martini - o melhor do Brasil no jogo - fizesse defesas importantes em duas conclusões de fora da área. A mais difícil com Luan. A bola fez uma curva mas o goleiro conseguiu espalmar.

Na etapa final, com Éder Sciola no lugar de Lenílson, novamente coube ao Brasil - e novamente com Marcinho -, o primeiro lance de perigo. O Grêmio respondeu em cobrança de falta de Luan, com Martini espalmando para escanteio. Logo depois foi Papa, "abençoado" que surpreendeu Leo Jaques ao subir sozinho e cabecear sobre o travessão do goleiro gremista.

Daí pra frente, só deu Grêmio. E também Martini. Aos 32 o goleiro mostrou coragem ao tirar dos pés de Bolaños aquele que seria o segundo gol do time visitante. Pela direita, explorando as boas descidas de Leo Moura, o goleiro voltou a brilhar em uma conclusão de Luan no bico da pequena área. E ainda teve a sorte, claro, que costuma ajudar os grandes goleiros. Quando não segurou chute de Éverton, que Renato colocou em campo no lugar de Luan, a bola bateu no pé da trave direita do arqueiro xavante. E ficou nisso

Ficha técnica

Brasil 1x1 Grêmio

Brasil - Eduardo Martini; Wender, Cirilo, Leandro Camilo e Marlon; Galiardo, João Afonso, Nem (Tiago Silva) e Lenílson (Éder Sciola) (Evaldo); Marcinho e Gustavo Papa. Técnico: Rogério Zimmermann.

Grêmio: Léo Jaques; Léo Moura, Rafael Thyere, Kannemann e Marcelo Oliveira; Michel, Jaílson (Fernandinho) e Ramiro; Bolaños, Pedro Rocha (Lucas Barrios) e Luan (Éverton). Técnico Renato Portaluppi.

Gols - Ramiro, aos 22 do 1º tempo, para o Grêmio, e Gustavo Papa, aos 32 da etapa inicial para o Brasil.

Cartões amarelos - Cirilo, Wender e Marlon (B); Bolaños (G)

Arbitragem - Ânderson Daronco, auxiliado por Fabrício Baseggio e Mateus Rocha.

Local - estádio Bento Freitas, em Pelotas.


Comentários


  • Não há comentários, seja o primeiro a comentar!


Diário Popular - Todos os direitos reservados