Inovação

Um Calçadão à altura do comércio pelotense

O início das obras está previsto para quarta-feira da próxima semana

16 de Março de 2017 - 12h31 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

O secretário Paulo Morales detalhou aos lojistas  como o projeto mudará a área  (Foto: Jerônimo Gonzalez - DP)

O secretário Paulo Morales detalhou aos lojistas como o projeto mudará a área (Foto: Jerônimo Gonzalez - DP)

Lojistas dos calçadões das ruas Andrade Neves e 7 de Setembro de Pelotas tiveram a oportunidade de conhecer em detalhes, na manhã de ontem, o projeto de qualificação da área, apresentado pelo secretário de Planejamento e Gestão, Paulo Morales, acompanhado pelo arquiteto responsável pela obra, Pablo Crespi. Com o início previsto para quarta-feira da próxima semana, a grande preocupação da maioria é com o cumprimento do cronograma de 18 meses para a finalização das obras. Todo o projeto está orçado em mais de R$ 3,9 milhões.

A realização da reunião foi conjunta da Associação Comercial de Pelotas (ACP), com o Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas) e a Câmara de Dirigentes Lojistas, com o objetivo de esclarecer dúvidas dos lojistas da área e informar que as três entidades estão contratando um engenheiro para acompanhar as obras e intermediar os problemas que possam surgir, ficando em contato com os lojistas.

“As nossas entidades não vão se furtar da fiscalização”, disse o presidente da ACP, Jorge Almeida. “Nós acompanhamos desde o início, quando foi pensada a obra”, alertou o presidente do Sindilojas, Gilmar Bazanella. “Não queremos que aconteça o que aconteceu na Osório”, disse o líder varejista. As três entidades criarão uma homepage como elo de comunicação entre as partes interessadas. A construtora responsável será a ACR, de Curitiba, no Paraná.

Apresentado por Morales, o projeto contempla a instalação subterrânea da fiação de telefones, TVs por cabo e iluminação central, a coleta do esgoto em rede separada da pluvial (hoje, responsável pelo mau cheiro nos calçadões), o acesso dos Bombeiros (com sinalização no piso), bancos, lixeiras e proteção para as árvores.

Dentro da ideia de tornar o Calçadão o melhor centro comercial a céu aberto do Estado, as obras se estenderão da rua Voluntários da Pátria, que será a primeira quadra a entrar em obras, até a Lobo da Costa, esta última quadra terá um projeto de tráfego de veículos. No calçadão da 7, será criado acesso ao Hotel Alles Blau e instalado um quiosque de venda dos doces de Pelotas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados