Segurança sanitária

Carne imprópria para consumo é apreendida no Areal

Ao todo, foram inutilizados 1.250 quilos do produto; um homem foi preso

21 de Março de 2017 - 00h06 0 comentário(s) Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Freezer onde carne sem procedência e imprópria para consumo humano era armazenada

Freezer onde carne sem procedência e imprópria para consumo humano era armazenada

Parte dos frascos de agrotóxicos apreendidos na operação da Patram na tarde desta segunda-feira em uma casa no Areal

Parte dos frascos de agrotóxicos apreendidos na operação da Patram na tarde desta segunda-feira em uma casa no Areal

Balanças digitais e estrutura para embalagem também foram flagradas pela guarnição da Patram

Balanças digitais e estrutura para embalagem também foram flagradas pela guarnição da Patram

Denúncia anônima levou guarnião da Patrulha Ambiental da Brigada Militar (Patram/BM) na tarde desta segunda-feira (20) a uma residência cujo movimento de veículos e pedestres era considerado suspeito. Não deu outra. ao chegarem no endereço, no bairro Areal, Zona Leste de Pelotas, os policiais flagraram mais de uma tonelada de carne em péssimas condições de higiene, três balanças digitais, uma balança de madeira, dois splits importados ainda na caixa, 200 DVDs piratas e 330 frascos de agrotóxico. Um homem foi preso. A informação é da própria Patram via WhatsApp.

Ao se depararem com os 1.250 quilos de carne sem procedência e imprópria para o consumo humano, a Patram solicitou a presença da Vigilância Sanitária ao local, onde constatou que o produto estava embalado e com preço, pronto para ser comercializado. A estrutura do local chamou a atenção da Patrulha Ambiental. Além de capacidade para desossa com vários ganchos, havia grande quantidade de embalagem e máquina para moer carne - totalmente inutilizada.

O suspeito, encaminhado ao Presídio Regional de Pelotas, irá responder por crimes contra a economia popular, ambiental e violação de direitos autorais.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados