Coletivo

Criatividade em alta

EstúdioZero53 é alusão ao prefixo telefônico de Pelotas e região, relacionado ao desejo de divulgar a arte produzida em âmbito local

10 de Abril de 2017 - 10h05 0 comentário(s) Corrigir A + A -
 (Foto: Jerônimo Gonzalez - DP)

(Foto: Jerônimo Gonzalez - DP)

Do lado de fora já é possível perceber que ali encontra-se um lugar diferente. Isso porque a fachada do imóvel parece ter sofrido a ação de um spray gigante, acionado de modo a deixar que uma tinta branca escorresse por entre as janelas até o chão. Esta é, sim, uma casa do grafite, mas também da tatuagem e da moda. O estúdio Zero53 é um espaço cultural, um coletivo de artistas, um respiro de arte em meio a sucessão de concreto no centro de Pelotas.

A história desse local inspirador começou com o grupo de grafite e ilustração homônimo, formado por Gordo Muswieck e Rafael Nem. Ganhou esse nome em alusão ao prefixo telefônico da cidade (053), relacionado com a vontade de divulgar a arte produzida em âmbito local. Por este motivo, a recepção do estúdio criativo é uma espécie de loja que comercializa desde prints até camisetas. Tudo feito por nomes daqui.

Nas demais dependências do Zero53, cada profissional ficou responsável por seu próprio espaço. Rafael montou um estúdio de tatuagem logo na entrada, enquanto Gordo Muswieck organizou um ateliê de arte, onde expõe suas obras e também recebe clientes. Nos fundos da casa, Amanda Zaffalon está finalizando sua oficina para confecção de vestuário masculino e feminino. A jovem formada em Moda pela Universidade Católica de Pelotas pretende oferecer as coleções tanto em pronta entrega quanto via internet.

Jer?nimoGonzalez_IMG_8989

Ocupar com talento
Circular pela casa desse trio é encontrar arte em cada canto. O imóvel foi completamente transformado nos últimos três meses, com a ajuda da arquiteta Liana Robe, a fim de possibilitar ao visitante uma imersão a tudo que inspira os donos. E não se encontram apenas telas de Gordo ou desenhos de Rafael. Também estão dispostos trabalhos de inúmeros artistas pelotenses, entre eles Pablo Conde, GuiNR, Povo, Bero e Choer. A bandeira defendida é “venha fazer arte com a gente”, numa clara intenção de somar forças.

Além de cada um dos ateliês, o local situado na rua Major Cícero, 358, oferece um jardim de inverno, uma sala de estar, dois banheiros e um pátio preparado para desenvolver atividades, com direito a vários pallets repletos de almofadas, churrasqueira e uma tenda. O Zero53 já promoveu dois eventos e está aberto para receber mais propostas de ocupação do espaço. O pensamento vigente é de que o trabalho de um ajuda na divulgação do fazer artístico do outro.

O local funciona em horário comercial, de segunda a sexta-feira, principalmente através do estúdio de tatuagem. Gordo costuma viajar bastante e prefere receber visitas sob agendamento. O ateliê de Amanda deve ficar pronto em junho. Enquanto isso, a intenção segue em movimentar cada vez mais a casa através de uma programação cultural, fazendo com que o público conheça as potencialidades tanto do trio quanto dos demais artistas de Pelotas.

Jer?nimoGonzalez_IMG_9034


Saiba mais
www.fb.com/zero53estudio
www.instagram.com/zerocincotres


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados