Editorial

O sinal digital avança

23 de Junho de 2017 - 05h00 0 comentário(s) Corrigir A + A -

A Região Sul do Rio Grande do Sul será uma das últimas do país a realizar o desligamento do sinal analógico de televisão, que já ocorre no país e irá durar até 2018. Na área de Pelotas, a data programada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) passou a ser 28 de novembro do ano que vem, conforme o novo cronograma, publicado no Diário Oficial da União (DOU). 

Desde as 11h59min de quarta-feira o sinal analógico deixou de ser captado em Goiânia e em 28 municípios do entorno, como parte do processo implantado pelo Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired) e acompanhado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O corte foi realizado após o resultado da pesquisa do Ibope Inteligência apontar que 92% dos domicílios da região já contam com sinal digital.

Em São Paulo - região com 7.209.802 domicílios e onde a mudança também avança -, a pesquisa constatou que 99% dos domicílios já têm a cobertura do sinal digital.

Junto com a chegada da novidade o governo distribui kits (antena, conversor e controle remoto) aos beneficiários do Bolsa Família e de Programas Sociais. Para recebê-los a população deve acessar o site www.sejadigital.com.br para ser agendada a retirada do kit, que continuará a ser distribuído por até 45 dias após o término do sinal analógico.

O desligamento e o início das transmissões 100% digitais são a última fase da transição ao Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD), que se iniciou em 2006, com o Decreto 5.820/2006. Em 2013 uma Portaria Ministerial determinou a aceleração do processo.

Das vantagens dessa mudança, destacam-se a melhor qualidade de som e imagem (alta definição), a maior capacidade de transporte de informações (multiprogramação e dados), a recepção móvel e o suporte à interatividade.

Para assistir à TV digital é preciso ter um televisor com conversor integrado ou um dispositivo conversor (set-top box) e uma antena adequada, preferencialmente externa. A quem ainda não se preparou, é bom ficar atento, pois o processo avança mês a mês.


Comentários

Diário Popular - Todos os direitos reservados